(61)3561-4672

Sobre o lar dos Velhinhos

image

Somos a Associação São Vicente de Paulo de Belo Horizonte

“Lar dos Velhinhos”

Existimos desde 1966, por iniciativa de um grupo de jovens intitulado “Luísas”, filiada à companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo de Belo Horizonte. O foco era atender idosos desamparados, mas existiam também, trabalhos com jovens e adolescentes na área de lazer e cursos técnicos.

O “Lar dos Velhinhos” é administrado pelas Irmãs Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo que tem sua sede Provincial em Belo Horizonte. Conta atualmente, com a presença ativa de cinco Irmãs que compõem a equipe administrativa.

No início havia idosos de ambos os sexos, após alguns anos fez-se a opção por acolher apenas mulheres.

Atualmente a Instituição é caracterizada como ILPI (Instituição de Longa Permanência), abrigando 32 idosas, com idade acima de 60 anos. A Instituição é filantrópica, e se mantém com o repasse dos 70% do benefício das idosas, que o tem, como reza o Estatuto do idoso no Art. 35, § 2º; o recurso advindo do Termo de Colaboração que mantém com o GDF (Governo do Distrito Federal) conforme publicação de prestação de contas na aba Transparência, Projetos e doações diversas.

Missão

Proteger a vida da mulher na etapa da senilidade, em regime de acolhimento permanente, observando as leis e orientações contidas no Estatuto do Idoso e demais legislações pertinentes.

Promover projetos com ações preventivas, de lazer, espiritualidade e sócio culturais que resultem em qualidade de vida para as residentes e outras pessoas atendidas na Instituição.

Visão

Ser reconhecida como uma Instituição cristã que presta bons serviços à população, fortalecendo e ampliando parcerias com poder público, sociedade civil, na busca dos direitos, cuidados, proteção e dignidade da pessoa humana.

Valores

1. Respeito e cuidado com a vida;

2. Ética, transparência e prestação de contas aos órgãos reguladores;

3. Mística e práticas cristãs;

4. Trabalho em equipe e profissionalismo;

5. Busca de parcerias;

6. Interação com as de famílias e sociedade;

7. Serviços abertos à comunidade.

8. Interação com as de famílias e sociedade;

9. Serviços abertos à comunidade.